Pular para o conteúdo principal

CARDÁPIO DA ALMA



Arroz, feijão, bife, ovo. Isso nós temos no prato, é a fonte de energia que nos faz levantar de manhã e sair para trabalhar. Nossa meta primeira é a sobrevivência do corpo. Mas como anda a dieta da alma?



Outro dia, no meio da tarde, senti uma fome me revirando por dentro. Uma fome que me deixou melancólica. Me dei conta de que estava indo pouco ao cinema, conversando pouco com as pessoas, e senti uma abstinência de viajar que me deixou até meio tonta. Minha geladeira, afortunadamente, está cheia, e ando até um pouco acima do meu peso ideal, mas me senti desnutrida. Você já se sentiu assim também, precisando se alimentar?

Revista, jornal, internet, isso tudo nos informa, nos situa no mundo, mas não sacia. A informação entra dentro da casa da gente em doses cavalares e nos encontra passivos, a gente apenas seleciona o que nos interessa e despreza o resto, e nem levantamos da cadeira neste processo. Para alimentar a alma, é obrigatório sair de casa. Sair à caça. Perseguir.

Se não há silêncio a sua volta, cace o silêncio onde ele se esconde, pegue uma estradinha de terra batida, visite um sítio, uma cachoeira, ou vá para a beira da praia, o litoral é bonito nesta época, tem uma luz diferente, o mar parece maior, há menos gente.


Cace o afeto, procure quem você gosta de verdade, tire férias de rancores e mágoas, abrace forte, sorria, permita que lhe cacem também.


Cace a liberdade que anda tão rara, liberdade de pensamento, de atitudes, vá ao encontro de tudo que não tem regras, patrulha, horários. Cace o amanhã, o novo, o que ainda não foi contaminado por críticas, modismos, conceitos, vá atrás do que é surpreendente, o que se expande na sua frente, o que lhe provoca prazer de olhar, sentir, sorver. Entre numa galeria de arte. Vá assistir a um filme de um diretor que não conhece. Olhe para sua cidade com olhos de estrangeiro, como se você fosse um turista. Abra portas. E páginas.


Arroz, feijão, bife, ovo. Isso me mantém de pé, mas não acaba com meu cansaço diante de uma vida que, se eu me descuido, torna-se repetitiva, monótona, entediante. Mas nada de descuido. Vou me entupir de calorias na alma. Há fartas sugestões no cardápio. Quero engordar no lugar certo. O ritmo dos dias é tão intenso que às vezes a gente esquece de se alimentar direito.

*Texto de Martha Medeiros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Porcelanatos

Fascinada por Arquitetura, Design de Interiores e Artes, cada dia mais me encanto com as novidades que o mercado da construção oferece.
Visitar uma loja de materiais de construção, na verdade, é uma grande diversão pra mim.  :-)
Envolvida com a reforma de alguns cômodos da minha residência, principalmente banheiro, lavabo e cozinha, iniciei uma pesquisa de materiais de revestimentos para pisos e paredes. Encontrei tantas novidades e lindos projetos, que resolvi partilhar um pouco. 
Um dos revestimentos mais usados hoje em dia,  é o porcelanato, que é um material cerâmico, muito resistente, comparado ao Granito. De fácil limpeza,  é bastante durável, além de conferir ao ambiente,  um ar de modernidade e requinte. O rejunte, fica quase imperceptível. É encontrado em diversos padrões, cores,  formatos e tamanhos para 'encaixar' perfeitamente nos projetos de arquitetura e decoração. Utilizado tanto em áreas externas como em espaços internos de casas, apartamentos, lojas comerciais, e…

Caixotes de feira customizados

Uma das coisas que mais gosto de fazer, é reciclar móveis ou customizar algumas peças , que podem e devem ser reaproveitadas na decoração do lar.  Houve uma época em que transformei alguns móveis meus. ficava dias pensando em alguma forma de deixá-los mais aconchegantes, mais úteis. Fazia minhas pesquisas e unia a minha criatividade. Uma delícia era ver o trabalho pronto. Que satisfação eu sentia. 
Por esses dias, tenho me interessado pela customização e reutilização de caixotes de feira. Muitas vezes, por onde passo, encontro vários deles largados nas calçadas de estabelecimentos, principalmente próximos a  supermercados. 
Muitas pessoas, preocupadas com a preservação do planeta,  com a reciclagem de lixo, ou de materiais diversos, já desenvolvem belíssimos trabalhos transformando caixotes em peças super criativas e bastante úteis. 
Encontrei algumas fotos, com sugestões incríveis do ótimo aproveitamento dos caixotes de madeira. Uma alternativa econômica  em decoração e com certeza, ecol…

Linguiça Calabresa na Cerveja Preta

Para quem gosta de tomar umas 'geladas', este Tira-Gosto é tudo de bom!!! Super delícia, prático e rápido de preparar! 
Já estou salivando :-)


Ingredientes:


*500 grs.  de Linguiça Calabresa de boa procedência cortada em rodelas e aferventada;
*2 cebolas médias cortadas em rodelas bem finas;
*1 garrafa ou latinha de Cerveja Preta.


Preparo:


Depois da linguiça aferventada, junte em uma mesma panela ou frigideira, as rodelas de cebola. Aos poucos, vá acrescentando a cerveja e mexendo. Quanto mais cerveja, mais forte fica o sabor, portanto, use de acordo com o gosto pessoal. Desligue o fogo, quando a cerveja tiver reduzido bem. Ficará um caldo espesso. 


*Se desejar enriquecer o prato, pode servir com tirinhas de Aipim cozido e frito. Use algumas folhas de Cheiro verde para enfeitar. 

Bom apetite! Tim... Tim...